terça-feira, 27 de junho de 2017

FESTIVAL DE QUADRILHAS

             A Festa Junina caracteriza-se como uma das manifestações culturais mais tradicionais e divertidas do nosso Município. No dia 23 de junho, a EEF. Antonio Paes de Andrade participou do Festival de Quadrilhas, organizado pela Secretaria de Cultura do Município, com o objetivo de proporcionar aos alunos a sociabilidade, diversão e interação entre as escolas e comunidade. Os alunos abrilhantaram o evento com o tema "NO ARRAIÁ DAS MEMÓRIAS A TRADIÇÃO INDÍGENA E SERTANEJA MANTÊM A NOSSA HISTÓRIA". A apresentação foi bastante satisfatória, pois além de muita alegria dos presentes, houve uma boa participação de todas as escolas. As quadrilhas que se apresentaram encantaram a todos e deixaram a noite mais animada, mantendo assim viva a tradição da nossa cultura.



                                                                            

segunda-feira, 26 de junho de 2017

PETECA


     Com o objetivo de informar e alertar a comunidade escolar e a sociedade contra a exploração do Trabalho Infantil, direcionados pela Secretaria de Educação a nossa escola desenvolveu atividades relacionadas ao Programa PETECA, com oficinas informativas, produções de contos, poesias, cordéis, desenhos, teatro e músicas, fazendo-os perceber que os seus direitos são garantidos e que é preciso denunciar para que esse mal seja eliminado. No dia 13 de junho, no Centro Social Urbano houve a culminância, onde todas as escolas puderam apresentar os trabalhos realizados durante o semestre. Todas essas ações, contribuíram para conscientizar sobre os riscos do Trabalho Infantil, a importância de sua erradicação, fortalecendo as políticas públicas e garantindo os direitos da criança e do adolescente.  



                                         CORDEL

                             TRABALHO INFANTIL

                       7º B – RICHARD FERREIRA OLIVEIRA 

VAMOS ABORDAR UM TEMA
QUE DAR RAIVA ATÉ EM FALAR
A EXPLORAÇÃO DAS CRIANÇAS
ISSO TEM QUE ACABAR

É TRISTE FALAR DE UM ASSUNTO
QUE DÓI EM NOSSO CORAÇÃO
VER CRIANÇAS SOFRENDO
SEM NENHUMA MOTIVAÇÃO

CRIANÇAS SENDO EXPLORADAS
POR ADULTOS SEM CORAÇÃO
A UM TRABALHO FORÇADO
AO INVÉS DE LHE DAR A MÃO

QUANDO A CRIANÇA TRABALHA
NÃO TEM TEMPO PRA BRINCAR
PERDE O CAMINHO DA INFÂNCIA
E SEU TEMPO DE ESTUDAR

ELAS PRECISAM DA ESCOLA
PRA NO FUTURO CHEGAR
TENDO O CONHECIMENTO
PRA UM TRABALHO DIGNO ARRUMAR

ESSA IDADE É PRA CRIANÇA
FAZER TRAVESSURAS E SONHAR
DEIXAR POR CONTA DOS ADULTOS
A FUNÇÃO DE TRABALHAR

É SEMPRE DEVER DOS PAIS
OS SEUS FILHOS EDUCAR
OFERECENDO UM TETO
ALIMENTAÇÃO E BEM ESTAR

AS CRIANÇAS SÃO TÃO FRÁGEIS
NÃO PODEMOS NEGAR
VAMOS FAZER NOSSA PARTE
PRA SOCIEDADE ACORDAR

NOSSO PAÍS VEM BUSCANDO
ACABAR COM ESSA AÇÃO
PUNINDO OS QUE ABUSAM
DA PRÁTICA DA EXPLORAÇÃO
  
PARA QUE ISSO ACONTEÇA
AS LEIS TEM QUE SER CUMPRIDAS
PARA QUE NOSSAS CRIANÇAS
VIVAM DE VERDADE SUAS VIDAS

O ATO DE ESTUDAR
É UM DIREITO ADQUIRIDO
A CONSTITUIÇÃO É O BERÇO
PARA TUDO SER GARANTIDO

TUDO COMEÇA NO LAR
AMOR, CARINHO E RESPEITO
SÃO VALORES QUE ENSINAM
A TODOS O QUE É DIREITO

RESPEITO PELAS CRIANÇAS
QUE NÃO SABEM SE DEFENDER
APROVEITANDO A INFÂNCIA
BELA COMO TEM QUE SER

É TRISTE VER AS FAMÍLIAS
NESSA NOVA FORMAÇÃO
SEM NENHUMA ESTRUTURA
É CADA SITUAÇÃO

AS CRIANÇAS EXPLORADAS
SE PRESTARMOS ATENÇÃO
SÃO DE FAMÍLIAS FORMADAS
SEM NENHUMA INFORMAÇÃO

COMO VÃO ENSINAR OS FILHOS?
SE NÃO TEM FORMAÇÃO
NEM MORAL, NEM SOCIAL
É ESSA A CONDIÇÃO

É CONDIÇÃO LAMENTÁVEL
SEM PODER SE SUSTENTAR
NO DESESPERO OU MALDADE
ATÉ OS FILHOS EXPLORAR

ESSAS PESSOAS PRECISAM
CONHECER PRIMEIRO A DEUS
PARA SABER QUE FAMÍLIA
PROTEGE E CUIDA DOS SEUS

E TEM AQUELES ESPERTOS
QUE FICAM A OBSERVAR
OFERECENDO AJUDA
PARA DEPOIS EXPLORAR
  
QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA
DESSAS CRIANÇAS COITADAS
TOCANDO NO CORAÇÃO
DESSAS PESSOAS MALVADAS

É CONHECIMENTO DE TODOS
ESSE ASSUNTO EM QUESTÃO
CABE SOMENTE A NÓS TODOS
TOMAR UMA POSIÇÃO

OU DEFENDEMOS ESSAS CRIANÇAS
OU VAMOS SE ACOVARDAR
VIVENDO ESSA VERGONHA
INCENTIVANDO A CONTINUAR

COMO NÃO SOMOS COVARDES
NÃO DEIXAREMOS SOZINHOS
JÁ COMPRAMOS ESSA BRIGA
PRA DEFENDER OS BICHINHOS

ENCERRAMOS A CONVERSA
COBRANDO A TODOS UMA AÇÃO
QUE AS LEIS SEJAM CUMPRIDAS
E QUEM EXPLORE VÁ PARA A PRISÃO

                                                           CONTO

                                                   O SONHO DE RITA

                            9º B - ÂNGELO NEMÉSIO ALVES CARVALHO

                      Rita, uma menina de dez anos, franzina e de olhar triste, sobrecarregada de compras andava pelas ruas de Fortaleza às pressas, para chegar em casa e não apanhar de sua madrinha. Nesse meio tempo ela pensava. “Por que a madrinha agia assim? Por que tanta maldade?” Com uma expressão desolada parou por um instante e observou as meninas vindo da escola, todas fardadas com os livros nas mãos brincando e rindo. Sentiu uma inveja boa e ficou se imaginando junto delas conversando sobre tudo que pode encantar uma menina.
                 Apressou os passos ao ouvir os gritos da madrinha que vinha sem nenhum escrúpulo e a puxou bruscamente pelo braço como se fosse arrancá-lo. Já em casa a madrinha parecia um general. Faz isso, faz aquilo. Tudo sobre pressão; isso acontecia todos os dias. Mal tinha tempo de comer e tomar banho direito. Era nessas horas que ficava imaginando como seria bom está com seus pais. Eles eram pobres e bons. Tudo o que faziam era sempre pensando num futuro melhor para ela. Foi exatamente por isso que a deixaram morar com a madrinha.
                       A menina não aguentava mais aquela vida miserável. Tantas promessas não cumpridas, tantas decepções... Planejou fugir pelo muro. Estava quase conseguindo, quando levou uma pancada tão forte que caiu no chão. Mesmo atordoada, percebeu que seu plano tinha ido de água a baixo. A madrinha tinha descoberto tudo. Levou uma surra tão grande que chamou a atenção dos vizinhos e, além disso, amarrou-a dentro de um quarto. Eles ouvindo toda aquela gritaria e os maus tratos que já vinha acontecendo a algum tempo, tomaram coragem e  denunciaram ao Conselho Tutelar. Imediatamente eles compareceram na casa dela e a encontraram presa a uma cama chorando e muito machucada. Notificaram as lesões físicas e as condições que vivia.
                     Entregaram a mulher as autoridades responsáveis e ela como se nada tivesse acontecido, com aparência de uma pessoa boa, contou histórias que não condizia com a verdade. Para alegria de Rita ela foi devolvida para os seus pais que embora não fossem ricos, possuíam a maior riqueza que alguém pode ter: o amor. Hoje, ela estuda numa escola pública e pode realizar o seu sonho de brincar, sorrir e conversar com suas colegas como também receber o carinho de seus pais, sabendo que seus direitos serão sempre garantidos.

                                              POESIA

                                      TRISTE VIAGEM
                                                          
                   7º A – OLIMPIO BARBOSA DA SILVA NETO


VIAJAREMOS PARA UM MUNDO
ONDE POR IGNORÂNCIA
CRIANÇAS SOFREM ABSURDOS
E PERDEM SUA INFÂNCIA

ESSE MUNDO EM QUE IREMOS
NÃO É MUITO DIFERENTE
BASTA VOCÊ ABRIR OS OLHOS
ELE ESTÁ NA SUA FRENTE

NESSE MUNDO EM QUE MORAMOS
CRIANÇAS SOFREM EXPLORAÇÃO
PERDENDO SUA INFÂNCIA
E O RUMO DA EDUCAÇÃO

CRIANÇAS TRABALHAM DURO
NESSE MUNDO CRUEL
INVÉS DE SEREM ESTUDANTES
ASSUMEM ESSE TRISTE PAPEL

E DEPOIS DESSA VIAGEM
FAÇAMOS UMA REFLEXÃO
TRABALHO NÃO É PRA CRIANÇA
E SIM A EDUCAÇÃO.

                                                                           


segunda-feira, 19 de junho de 2017

18 DE MAIO - DIA NACIONAL DE COMBATE AO ABUSO E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

                 A EEF. Antonio Paes de Andrade, recebeu a visita de profissionais da área de saúde e educação, acompanhados pelo Secretário de Ação Social para uma palestra abordando um tema que vem preocupando a todos "Violência Sexual da Criança e do Adolescente." Deram inicio com a apresentação do Estatuto da Criança e do Adolescente(ECA), falando dos seus direitos e deveres, procurando informar, sensibilizar e alertá-los dos vários fatores que os levam a serem violentados, fazendo-os perceber que eles tem o apoio das autoridades responsáveis. No dia Nacional de Combate à Violência e Exploração Sexual da Criança e do Adolescente, 18 de maio, participaram de uma passeata com estudantes, convocando toda a sociedade para combater os atos de violência e abusos contra crianças e adolescentes.
                                                                              



segunda-feira, 12 de junho de 2017

APE - APRENDENDO A PRESERVAR NA ESCOLA

     Cuidar do destino do nosso meio ambiente é responsabilidade de todos. Considerando que a escola tem um papel importante na aprendizagem de conceitos, valores e atitudes, o Centro de Multimeios através do Projeto APE - (Aprendendo a Preservar na Escola), desenvolveu a ação “SEMEANDO IDÉIAS ECOLÓGICAS” com o objetivo de envolver toda a comunidade escolar a uma educação ambiental consciente e responsável. Partindo desse princípio precisamos mudar os hábitos e atitudes de maneira espontânea, envolvendo-os com  leituras visuais e informativas, documentários e debates em sala sobre questões ambientais, entrega de mudas a comunidade, sensibilizando-os naturalmente nesse processo. 
                                                                      

MEIO AMBIENTE

7º D - ANAEL PEREIRA DA SILVA

O MEIO AMBIENTE É VIDA
O MEIO AMBIENTE É GLÓRIA
O MEIO AMBIENTE É ALEGRIA
PARA TODA NOSSA HISTÓRIA

SEM ÁGUA NÃO HÁ VIDA
SEM ÁGUA NÃO HÁ LAZER
SEM ÁGUA NÃO TENHO ESPERANÇA
DE UMA BOA SAÚDE TER

MESMO COM MUITA ÁGUA
NÃO DEVEMOS DESPERDIÇAR
PARA QUE NO FUTURO
ÁGUA POTÁVEL NÃO FALTAR

MUITOS DESTROEM O PLANETA
QUEIMANDO E DESMATANDO
SEM PERCEBER O MAL
QUE A NATUREZA ESTÁ CAUSANDO

O MEIO AMBIENTE NOS DAR
RIQUEZAS PRECIOSAS
ENTÃO VAMOS PRESERVAR
ESSAS COISAS MARAVILHOSAS


                                                    

                                                          

                                                           


   

LEITOR DO DIA

              Sabendo da influência que a família exerce no comportamento e na aprendizagem de seus filhos, o PROJETO LEITOR DO DIA, constitui-se como uma atividade diária ao qual possibilita ao educando desenvolver a oralidade, compreensão, produção e especialmente o prazer pela leitura. A Sala de Multimeios, em parceria com a Secretaria de Educação, através do PROJETO LEITUARTE, trabalhou a ação FAMÍLIA DE LEITORES, buscando envolver a família, incentivando-os a ampliar seus conhecimentos e interagir no ambiente escolar, desenvolvendo assim o gosto pela leitura.